02/01/2012

TODAY

Primeiro dia inútil do ano e ainda de folga. Muita chuvae frio. Dia de home cinema do tipo vale-a-pena-ver-de-novo: Tropa de Elite 2 e The Insider (O Informante). O segundo com Russel Crowe sobre a história de um alto executivo que faz denúncias sobre a indústria de tabaco nos EUA. Os dois filmes, coincidência ou não, possuem pontos convergentes. Nenhum arrependimento nas escolhas.


Final da tarde hora de dar aquela passadinha na padaria do centro e encontrar uma falsa loura mal educada furando a fila do pãozinho falando alto se fingindo de íntima do dono da padaria (será que era mesmo). Ô guriazinha mal educada.


Volta pra casa caminhando pela orla.
Em casa café fresco, pãozinho com manteiga e internet.
E achuva continua abundante.
Ces't la vie. Saisir le lour!!!!!

Rio, Melhor reveillon do mundo?

Pois bem, o Rio de Janeiro leva o título de melhor Reveillon do mundo. Que beleza. Nada mais justo, uma vez que a população compareceu em massa e os gastos com os aparatos foram tão ou mais altos que os fogos puderam atingir.
Mais um motivo para as "autoridades locais" se ufanarem da monstruosa beleza da Cidade Maravilhosa. E ela realmente o é. Mas poderia ser mais. Uma geografia tão deslumbrante poderia ter um povo melhor. Mais educado. A quantidade de lixo deixada nas prais pelo movimento das festas aumentou em 25% em relação aos anos anteriores. Lamentável não ser esse um fato isolado relacionado às festas de final de ano. O lixo é uma constante durante o ano inteiro. Ah, mas isso não interessa. Importa que a festa foi boa.
O estado do Rio de Janeiro recebeu o honroso título de 26º lugar em Educação no Brasil. Ah, mas isso não importa. Importa que estão vindo aí a Copa e as Olímpiadas, não é mesmo? Importa é que o caminho onde passam os turistas esteja bem aparentado. Opa, atenção: está terminantemente proibido fazer estatísticas de assaltos, furtos e outras coisas mais que percorrem nosso dia-a-dia e principalmente falar disso durante as efusivas festas.
Tem mais uma coisa, o Governador falou que está com vergonha por ocupar um lugar tão ruim no ranking da Educação. Alguém pode avisar a ele que é ele o responsável por isso?
E assim vai se vivendo: de títulos em títulos, ofuscando a podridão e a miséria econômica e de espírito que reinam absoluta nos porões da cidade.
Até quando esse estado vai manter sua vocação de "Maquiar" tudo e continuar vivendo de aparências? Por que tanto medo de encarar a realidade como ela é?