24/12/2010

POR QUE NÃO GOSTAR DO NATAL?

Tá uma moda de todo mundo falar que não gosta do natal. De que é tempo de hipocrisia, data brega, etc....
Ainda tem as famigeradas "caixinhas", as mesmas notícias dos telejornais, as propagandas chatas, a Simone cantando aquela versão infame do Lennon, lixeiros pedidndo "agrado" na sua porta, lotação de supermercado e de Shoppings, especiais de fim de ano ( um pior que o outro - aliás, acho que as emissoras se aproveitam do estado de anestesia dos cérebros nessa época pra passar tudo que é porcaria, inclusive as hollywoodianas).
Mas com tudo isso acho que o desafeto ao natal vem do fato de querermos negar que perdemos aquela inocência da infância. Inocência, que mesmo sem ter grandes alegrias, sonhava com algo diferente que pudesse acontecer. Havia algo de bom naquela idade: os parentes, a junção das pessoas, a comida diferente, os primos nas correrias, a disputa para ver quem ganhou o melhor brinquedo (lembro que ganhei bola de futebol por cinco anos seguidos - bem intencionados os meus pais). 
O gosto do chocolate era diferente. Acho que ainda não tinha tantos conservantes e nem era tão ralo como os atuais ( quem conhece aqueles biscoitos cobrtos de merengue a açucar colorido?).
Era como se nos dissessem: "Olha, tudo vai melhorar! tudo pode ser diferente, é possível ser feliz". E acreditávamos. Quando crescemos vemos que as coisas não mudam, que as chances de ficarem diferentes são mínimas, e que nossa vida continuará a ser a mesmice de sempre, salvo pequenas excessões que o destino nos coloca para não aderirmos ao suicídio coletivo.
E com essa constatação vem nossa fase de revolta: o Natal é chato.
É como se quiséssemos que tudo que nos falaram tivesse se tornado verdade. Nos tornamos adultos, obrigatoriamente e temos que olhar a vida como ela é.
Qaundo recebo cumprimentos de pessoas que não possuem muita ligação comigo, acredito piamente que ela está desendo de coração: é como se ela percebesse que tem uma chance de poder melhorar um pouco. Aquela pessoa que me cumprimenta, ainda está acreditando no que falaram pra ela quando criança. Respeito.
Da minha parte,  quando mando meus cumprimentos a alguém é como se dissesse: "Gosto de você, lembro de você e quero que sejas feliz". Por isso penso o mesmo daqueles que mandam suas mensagens ( menos daqueles que mandam mensgens coletivas via orkuts, facebooks, ou no email).

Além de tudo isso, vamos parar de falar mal do Natal. Vai que algum político idiota (eufemismo) leva isso a sério e acaba com esse feriado "bom pra cacete".

A todos os que leram esse post até o fim, aproveitem bem essa festa. Muita diversão, alegria, saúde, sacanagem da boa, bebedeira, risadas ou simplesmente ficar de preguiça e não fazer nada. É o mínimo que merecemos depois de um ano inteiro trabalhando pra manter o sistema funcionando.

19/12/2010

Sorry, Walter.

Walter Benjamin filósofo da Escola de Frankfurt, questionava a reprodutibilidade da arte, pois esta tirava-lhe a aura da criação. Até certo ponto posso concordar com ele. Mas o que seria dos pobres mortais condenados a morar momentaneamente no Word's Asshole  assim como eu . Graças a reprodutibilidade é que se tem acesso a arte. Poder ouvir e ver momentos emocionantes, feitos com qualidade podem tornar a vida mais bonita. Viva a Arte e sua reprodução. Sorry, Walter.




13/12/2010

PERDA DE TEMPO

Três coisas inúteis, que frustram as pessoas, pelo excesso de expectativa. É o tipo de coisa que não vale a pena buscar:

A felicidade,
a Perfeição
e o Sentido da Vida.

Esqueça. São conceitos que dependem semprem do ponto de vista de cada um. Sendo assim, o que para um é o paraíso, para outro pode ser o inferno.

Acho que o mundo seria melhor se nos desapegássemos dessa busca.

06/12/2010

05/12/2010

Mais um momento especial do Grupo OS ANSIOSOS.

Registro de uma performance ingualável. Isso vai fazer História.

O Início de uma carreira com grande futuro.....

Hoje acordei e...(parte 2)

As vezes tenho uma vontade de assumir a postura de vegetariano.
Mas olhei praquele lombinho, imginei ele recheado com ameixas, abacaxi e açucar mascavo.
Resultado: o porquinho se fudeu.

Hoje acordei e....

Hoje é daqueles dias em que acordei cheios de idéias na cabeça, mas com uma puta preguiça de escrever. Como meu cérebro está programado pra fazer o menor esforço possível ele decidiu logo: escrever pra quê? Não quero ser escritor, não quero que alguém leia. Não quero que saibam das minhas idéias...enfim...

Mas no fim das contas:
continuo pensando em montar uma produtora de filmes pornô;
ou montar um puteiro dentro de uma dessas carcaças de avião abandonadas em Aeroporto. O lema vai ser: "Tenha seu orgasmo nas nuvens!", ou de um modo mais popular, " Goze nas alturas!"
Preciso criar um nome pro puteiro.

Ach que as duas idéias se complemntam . Poderia instalar um monte de câmeras escondidas nos ambientes de trepação e depois vender as imagens. Depois quando os frequentadores descobrissem e resolvessem me processar já teria dinheiro suficiente pra fechar o negócio e pensar me outra coisa.

No puteiro todas as meninas e rapazes estariam trajados a rigos: de comissário e comessárias e serviriam bebidinhas e barrinhas de cereal nos carrinhos. Sim, teríamos os dois serviços, para homens e mulheres. Desse modo qualquer casal que precisasse de uma aventurazinha poderia frequentar e sair de lá mais animado e satisfeito.

E ainda teria a possibilidade de realizar a fantazia de "fazer" no banheiro do avião. Poderia limitar um pouco os movimentos, mas fantazia é fantazia.

Podertia ainda ter o simulador de turbulência, daquelas bem violentas, em que parece que o avião vai pro beleléu e os fregueses se sentirem realizando o último desejo: dar uma boa trepada. Seria genial e isso custaria mais caro obviamente.

Registros de uma "viagem" numa manhã de domingo.

21/11/2010

O Politicamente correto enche o saco

Esse negócio de querer proibir qualquer coisa que se fale sobre algo tá enchendo o saco. Sou absolutamente contra qualquer tipo de preconceito ou estereótipo. Mas quero manter o direito de emitir minhas opiniões, sem necessariamente isso representar um ato de violência. Em nome do politicamente correto parece que é proibido achar algo feio, esquisito, bizarro...etc.
Essa discussão começou porque na tv estava passando mais um desses clips em que um negão americano tá num carro de luxo, cheio de mulheres gostosas alisando ele, e ele falando alguma coisa que por aí chamam de música. Minha frase foi: " Quando esses caras de hip hop vão aprender a fazer algum clip mais criativo, deixando de falar que são discrimanados, ou que a gostosa deixou ele porque ele era pobre...enfim..?". Pronto. O pau comeu!
Desde quando sou obrigado a gostar desse tipo de clip? Só por que tem um negão que se diz cantor tenho que, em nome do politicamente correto, achar bacana? Me economizem. Respeito todos os gostos, mas isso não me obriga a mudar o meu.

Entre os Negros e homossexuais há alguns que  fazem coisas feias sim, e as vezes de mau gosto. Assim como há entre outras raças e outras pessoas de postura sexual diferenciada. Está na hora de alguns deles pararem de sustentar seu pouco talento na muleta do politicamente correto, afirmando que as críticas representam preconceito.
Tô de saco cheio disso.

18/11/2010

Certas coisas....

Certas coisas não precisam ser ditas
Basta apenas que fiquem conosco
São aqueles segredos que só  a gente conhece.

Segredos são só nossos
Ficam na nosa cabeça e´podem até se transformar em sorriso
e é melhor que se transformem mesmo.
coisa que se outros soubessem nos chamariam de doidos

São inomináveis
inconfessáveis
são desejos
são sonhos
são planos
são bons
são ruins
podem ser qualquer coisa
são só nossos mesmo....

E assim se vive
dando uma risadinha quando aquele pensamento maluco vem...deixa vir...ninguém vai saber.

08/11/2010

Shortlist Big Idea Chair 2010 - Case: Doe Palavras

EM TEMPOS DE DIETA, PRATOS DIFERENTES.

Não quero ser nenhum expert. Mas em tempos de dieta, é preciso criar algo que seja atrativo. A vontade é de comer massas e carnes a toda refeição. Já que é pra se cuidar um pouquinho tem que fazer algo bonitinho.
Eis a janta de hoje.

A farofinha que tem em cima das frutas é de castanha do pará e amêndoas.

06/11/2010

Pelo jeito o dia está nostálgico.

Num mesmo dia:
um ferro esquisito entra no pneu do carro.
duas horas depois uma pá sai voando de um caminhão e vem em direção ao meu carro.
em seguida fico preso junto a uma perseguição policial na rodovia com o motorista do caminhão ladrão fazendo barbaridades.
Juro que me senti no filme Premonição.

22/10/2010

Deixando bem claro

"Ivo, a fulana falou que a sicrana disse que o beltrano falou que você não gosta dela"

Parece surreal, mas tive que ouvir essa frase essa semana. Então vamos esclarecer uma coisa:

Madame sicrana: não precisa se preocupar. O verbo atitudinal "não gostar" não faz parte do meu vocabulário comportamental - sentimental - cotidiano. Jamais terei a postura de "não gostar" de alguém. O que eu faço é ignorar. Melhor assim.

Aos 45 anos não dá pra perder tempo gastando fosfato com o fato de "não gostar" de alguém. É preferível dar atenção e gastar toda e qualquer energia com pessoas que gostamos, admiramos por suas atitudes maduras e inteligentes. Essas me interessam. Não tenho tempo para a mediocridade, a futilidade de pensamento, ou para pessoas com opiniões razas sobre as coisas. Procuro observar aqueles ou aquelas que agem e pensam de maneira interessante e competente, ou que falam e fazem coisas bacanas, seja no trabalho, com amigos, ou em qualquer lugar em que estejam.

Pessoas inteligentes me interessam, o resto prefiro que explodam.
Portanto, madame sicrana, digo e repito: não se preocupe se estou gostando ou não de você. Isso não existe. Aliás, você não existe.  Entendeu?

10/10/2010

TWITORKBOOK......

Duas décadas atrás, havia em Brusque, cidade onde me criei pessoal e profissionalmente, um bar chamado Beira Rio. O sucesso do Bar era tanto que procuravam explicações para entender o fenômeno. A maioria concordava que uma das prinsipais razões para  tamanho êxito estava na localização (além do bom serviço, é claro). O bar ficava numa avenida muito movimentada e os frequentadores podiam ser vistos. Ou seja, muitas pessoas frequentavam o lugar pois seriam alvo de comentários no dia seguinte. "Ele(a) estava no Beira Rio". As pessoas queriam ser vistas, alcançar algum destaque, aparecer.
Hoje observando os escritos nos twitters, facebooks e orkuts, vejo quase a mesma coisa. Pessoas se expondo para serem vistas. Alguns se comunicam. Outros falam para ninguém. Mas a maioria tem o mesmo objetivo: aparecer. Ser alguém na multidão. De preferência com algum destaque. Frases de efeito e fotos são usadas como recursos para chamar atenção. Alguns optam por colocar a vida pessoal na vitrine.
Há ainda a disputa pelo número de seguidores ou número de pessoas relacionadas como "amigos", a maioria desconhecidos.
Os textos mais comuns tentam mostrar que o usuário está bem. Tem algum sucesso em alguma coisa, está frequentando os melhores lugares de cultura e diversão. Há uma febre para se mostrar bem sucedido.
Com tudo isso a fantasia virtual torna-se real. O que a pessoa projeta nos escritos acaba se tornando uma verdade  para ela, mesmo que não verdadeira.
Muitas são as falas sem eco. Muitos os que falam, poucos os que ouvem. Gente demais falando para outros. Poucos falando para si mesmos.
Assim, o mundo dos escritos das redes sociais acaba ficando parecido com o o real: muito se fala, pouco se aproveita. Conhece-se muitas pessoas, mas um número mínimo são verdadeiramente próximas.
As pessoas continuam cada vez mais solitárias, assim como na vida real, com oritmo que o mundo impõe a todos.

06/10/2010

PANELEIRAS DE VITÓRIA

Hoje numa folga do trabalho, aproveitei para conhecer o galpão das Paneleiras de Vitória. Culturalmente muito divulgado e parece-me que constituem um patrimônio cultural da região.Aparentemente o trabalho é muito bacana, As senhoras que lá trabalham muito simpáticas. Fui disposto a comprar uma panela dessas mas acabei recuando.Como minha colega comprou três, deixei que ela desse o lucro para a associação.
De minha parte achei que acabaria comprando uma coisa que nunca usaria. Bonitinha, legalzinha, mas quando eu usaria aquilo? Quando quero comer uma peixada vou direto ao restaurante. É mais prático. Fazer peixe em casa é meio trabalhoso.
Ademais, se eu quiser cozinhar uso minha panela comum que tenho. Por que tem que ser a de barro? Me parece meio uma coisa de retrocesso. Se já fizeram panelas de aço, porque usar de barro que quebra fácil. É o mesmo que insitir em comer comida japonesa com palitos. Por que não o garfo, que afinal de contas é uma evolução tecnológica humana.
Eu e uma senhora que fabrica e vende as panelas




as panelas

03/10/2010

FESTA DA DEMOCRACIA.

´Também estou participando da festa. A contra gosto, obrigado, à força. É o tipo da festa pobre para a qual convidam todo mundo. Tem muita palhaçada, muita sujeira, muita gente que não sabe se comportar, enfim, todos os ingredientes que há em qualquer festa popular.
O problema será a ressaca. O que vem depois.
O voto é tão secreto, tão secreto, que nem os próprios eleitores lembram depois em quem votaram. E se lembram, acabam negando depois que seu eleito começa a mostrar sua falta da ética e desreipeito ao povo brasileiro.

Parafraseando Cazuza:

(Não) me convidaram


Pra essa festa pobre


Que os homens armaram pra me convencer


A pagar sem ver


Toda essa droga


Que já vem malhada antes de eu nascer



http://www.vagalume.com.br/cazuza/brasil.html#ixzz11JhAe38P

01/10/2010

Simpatia para se livrar de engarrafamento

Hoje na volta pra casa foram dois engarrafamentos.
No primeiro tentei fazer aquela pose de "tudo bem, estamos indo pra casa, fim de semana" . Esse tipo de coida pra relaxar.
No segundo irritou.
Botei a cara pra fora da janela do carro e saiu o grito:

"put a keep are you
put a keep are you
put a keep are you"

não é que a fila andou. Funcionou.
Fica aí a dica pra quem quiser se livrar do congestionamento.

29/09/2010

Des-esperança.

Não tenho nada contra as pessoas que se candidatam a cargos políticos. O que me incomoda é o discurso fabricado para conseguir o voto. Todos darão um jeito na educação, na saúde, na segurança pública, etc e tal. E o tempo passa, e o tempo voa, e não veremos nada. Bem feito pro povo que vota nesse pessoal. Já cansei de ter pena do povo que sofre. Mais do que nunca a máxima está correta: "Todo povo tem o governo que merece" (ou que escolheu). Canso de ver pessoas que não são atendidas em postos de saúde, que sofrem por falta de segurança, que não tem moradia adequada, que não tem esgoto sequer, e no entanto elevam a categoria de divindade seus governantes.
Acabo chegando a conclusão que o povo gooooosta disso. Pois que fique com eles.
Eu?  meus planos são de sair do país o mais rápido possível. Não que em outros lugares não haja políticos menos desprezíveis, mas pelo menos o povo é mais decente.

23/09/2010

Essa coisas acontecem

Alguma coisa manchou duas camisas minhas que estavam na mala. Acho que foi molho da canja que eu pedi no quarto do hotel.  O fato é que eu precisava dessas duas camisas para trabalhar amanhã. Não há outra,      Solução: Peguei as duas camisas, sentei debaixo do chuveiro aberto  com aqueles sabonetinhos infames de hotel, esfregando as mesmas até as manchas saírem. Passo seguinte: passar o ferro bem quente pra ajudar a evaporar a água das camisas. E aí está ela, pendurada no cordão do lustre, em frente o ar condicionado para que fique seca  até amanhã de manhã.  Vai estar, com certeza.

20/09/2010

Comentário Infame

A Dilma tá feliz porquê?
Se a mesma turma que vota nela tá botando no poder o Tiririca, o Romário, o Netinho de Paula, a mulher´pera, e outras tantas coisas bizarras. E anda tem aqueles petistas caxias que votam nela porque tem que ser fiéis ao partido. E ela, obviamente vai se lembrar bastante deles quando for presidente. Ah, se vai.
Não adianta: somos um povo que gosta mermo é de axé, bunda lê lê, pagodi, salário família, prestação nas casas Bahia e assim por diante. ...
Dá até medo de pensar como vai ser o governo dessa truculenta,

18/09/2010

VINGANÇA....

Quando vejo uma criação como essa abaixo me sinto de alma lavada com relação as porcarias músicais que tem aparecido por aí. Santanas, biebers e restartes e outras merdas. Não me lembro de na minha adolescência de ter gostado de porcaria desse nível. Eu não tenho o talento pra criar esse deboche. ainda bem que tem quem faço pelos indignados.

Comédia mtv - Ctrl+Alt+Del

12/09/2010

Eu queria

Queria poder dizer que está tudo tranquilo, mas não está;
Queria poder escrever que tenho muita coragem pra mudar algumas coisa, mas não tenho.
Queria poder ter certeza que vale apena tentar mudar alguma coisa, mas não consigo.


Talvez eu espere demais .
Talvez eu queira demais.
Talvez eu queira apenas paz.
Talvez.
Só isso.
Nada mais.

05/09/2010

Sobre a grosseria alheia

Não sei se sou romântico demais, ou ingênuo. Talvez idealize demais.
O fato é que muitas pessoas perderam a elegância nos relacionamentos. A civilidade está cada vez mais rara. Um mínimo de educação caberia bem. Talvez falte na vida de muitas pessoas um pouco mais de poesia.
Embora dê um pouco de trabalho, mas gostaria muito de entender o que faz algumas pessoas tratarem mal as outras. Aquelas, que sem nenhum motivo aparente, não lembram de te dar um bom dia, ou de olhar com cortesia. Não. Elas não sabem o que é isso. Chegam falando alto, impondo opinões (muitas vezes ridículas e patéticas).
Querem saber o que é mais triste? Estou falando de professores. Sim de educadores. Aqueles que deveriam estar formando opiniões, colaborando na formação de caráter de outras pessoas. É lamentável.
A amargura é tanta, o pessimismo tão pesado, que não resta outra alternativa: afastar-se. Sim, prque qualquer coisa que se diga num diálogo com uma pessoa dessas vira uma agressão ( do ponto de vista dela). Há uma necessidade de auto afirmação tamanha, que me assusta.Será que essas pessoas estão tão focadas na sobrevivência profissional e pessoal que se esquecem de olhar para os lados? Será que lhes falta um pouco mais de cultura? Que tal ler um pouco de Fernando Pessoa, Drumond, Quintana. Ou ouvir um pouco de Chico Buarque,  Nina Simone ouvir menos axé, pagode. Isso fará bem a elas.
Desabafo? sim. Me incomoda a grosseria, a falta de elegância, e principalemente a ignorância e a burrice dos mal educados. Tô fora.
Pra essa turma fica o recado:

Não custa lembrar

Por que o governo de Dilma será um desastre para o Brasil:

De acordo com todas as pesquisa é líquido e certo que Dilma Russef vença as eleições presidenciais brasileira em 2010. Inclusive com possibilidade se ter apenas primeiro turno. Atribui-se comumente esse fenômeno à popularidade de Lula. É possível que sim. Eu particularmente acho que ela está na frente por falta de alguém mais  interessante. Tipo assim: ela é a menos pior. Enfim, conjecturas a parte acredito claramente que o governo dela será um desastre para o povo brasileiro justamente por estar se elegendo a sombra de outra pessoa.
Desde o início nota-se que Dilma não possui autonomia de pensamento ou praticamente nenhum carisma de comunicação. Quando falava saia um monte de besteira. Atualmente esse problema está contornado prque a agência de propaganda passou a monitorá-la permanentemente.
Ela está aliada aos setores mais podres que já puderam existir na nossa política: leia-se Collor, Sarney, Cabral e outras figurinhas asquerosas preferidas pelo povo. Pois bem, essas alianças é que irão governar na verdade. E não ela. Ao contrário de Lula, que demonstra força e determinação (isso não é um elogio) quando age, não é o caso dela. Estará vendida em meio a um grupo de políticos que cobrarão sua parte no bolo governamental. E ela nitidamente não tem atitude nenhuma para barrar isso.
Como se não bastasse, ainda tem o pessoal do próprio PT, que após 8 anos de governo Lulista tem absoluta certeza de que dominam a opinião pública após os reultados da eleição. Todos estarão à sombra de Lula e finalmente se sentirão a vontade para concretizarem seus planos de "se darem bem" no governo. Ou alguém acha que Dirceus, Paloccis e colegas estão afastados da máquina do governo. O que dá segurança a eles é a forma ditatorial de governar que vem sendo implantada nos últimos anos. Lula tem abafado e abençoado todos os casos de corrupção de pessoas que estão ao seu lado (que fazem parte do sindicato). E o caso da Receita Federal? Precisa comentar?
E assim será: Dilma acredita que será como Lula. Mas ela não é Lula. E a festa em Braília será grande. Acxredito que ainda veremos coisas surpreendentes com relação a censura e direitos civis. É questão de tempo. Uma pena. Não será dessa vez que teremos um governo sério.
Democracia uma ova. Coitado de quem acredita nisso.

Texto escrito e não revisado, como sempre.

13/08/2010

Agradável lembrança

O cheiro é o mesmo. As cores da parede, alguns funcionários ainda são  os mesmos. Eis que estou hospedado novamente no La Residence, em São Paulo. Por que isso é importante?
Dia 9 de abril de 2006 começava aqui uma história fantástica que nunca havia passado em nenhum dos planos que eu havia feito pra minha vida.
Chovia muito nesse dia. Torrencialmente. Desembarcando no terminal do Tietê peguei um carro na locadora, e guiado por uma colega de trabalho cheguei até aqui onde recomeçaria literalmente  minha vida. Me vi jogado no meio dessa gigantesca cidade pronto a iniciar um diálogo com escolas, professores, diretores, tudo em nome da boa relação cmercial. E Não é que deu certo. Poder a cada dia em visita a escolas diferentes vislumbrar a radiografia da educação paulistana e adjacências e poder colher frutos bon e acima de tudo: ter uma imensa satisfação em fazer isso.
No contexto da cidade grande, veio logo o deslumbramento: o poder estava aqui. Muita gente, muitos prédios, muita cultura, toda a diversidade do mundo se resumia aqui. E a cada dia aqui o encantamento aumentava. E dentro desse hotel ficavam os planejamentos, os medos e a coragem de continuar nessa aventura que sempre se mostrava mais desafiadora. Foi nele que foi descansado o corpo naqueles dias em que me tiravam toda a energia. Nos travesseiros da cama ficaram as lágrimas do medo vindas de momentos de desespero em que faltava confiança, mas que se recuperava no dia seguinte. Vinha força sabe-se lá de onde. Talvez da vontade de viver. Da vontade de se renovar e do incrível desejo de se refazer das cinzas que haviam sobrado do inferno vivido antes disso tudo acontecer. Era como poder entender finalmente o que era o prazer de trabalhar, de se realizar, de ter gana de fazer algo com tesão. Coisa que havia sumido por um tempo.
Pois esse cheiro, a paisagem concreta da janela, o barulho constante dos carros passando, tudo soa como agradável e vira combustível pra dar mais uma virada. Pois é: estou de volta à São Paulo. Com muito prazer. E muito significatico que o recomeço seja aqui onde tanta coisa foi vivida: no La Residence.

06/06/2010

MÚSICA PRA PENSAR MELHOR.

sABE AQUELAS HORAS EM QUE PRECISA DESCOBRIR ALGO BONITO PRA SENTIR  MELHOR?
TA AÍ!!

08/05/2010

Volta pra casa com paciência.

Sabadão. Louco pra chegar em casa  (Hotel), depois de um trabalho bem pesado e tem que enfrentar isso:

1 hora e 40 minutos engarrafado na Linha Vermelha por causa das obras.

06/05/2010

VACINA H1N1

Já encontrei vários conhecidos que afirmaram que tiveram efeitos colaterais depois de tomarem a vacina. Dores no corpo, febre alta e prostração. E aí Dr. Dráuzio. Explica essa.
Continuo com a opinião de que se todos tomarem, eu não preciso tomar. Não vai ter ninguém pra me contaminar.

28/04/2010

Vai entender!!!!

Voltando do jantar encontrei casualmente uma conhecido/amigo. Foi quase em frente a loja da Americanas Express. Um como vai daqui, outro dali....notei que ele levava na sacolinha algo que parecia um dvd. Perguntei idiotamente:
- fazendo compras?
- Tava por aqui e aproveitei que lançaram o Avatar em dvd, tava barato e comprei.
- Ué, tu não tinha me falado que não tinha gostado do filme? que tinha achado fraco?
- ah, pois é...mas acho legal ter o dvd....é um filme famoso....
- ????!!!.....

Outras frasesinhas imbecis e nos despedimos, foi um pra cada lado, os dois meio sem graça.


Pensando bem: ele comprou o filme porque é famoso. Um filme que ele não gostou. Provavelmente sentindo a necessidade de se afirmar diante dos amigos, afinal,  "todo mundo" vai ter o filme em casa, e precisará falar isso para todos.


Pessoas assim são as mesmas que votarão no candidato que as pesquisas apontam com maior intenção de votos, para não perder o voto. Ou continuarão caindo em qalquer campanha publicitária mais ou menos bem feita. OLhará sempre o mundo com a lente alheia sem nunca deixar desenvolver sua capacidade de filtrar alguma coisa. Tenho a impressão que a maioria é assim.

Sim, esse amigo/conhecido já acessou meu blog outras vezes. Talvez leia isso.

18/04/2010

Sábado, 17 de abril de 2010

Querido diário,
sabe um daqueles dias em que acontecem coisas boas? dessas que botam mais ânimo na gente?Pois é foi assim.
Primeiro um almoço que ficou sem comentários na casa do meus amigos Jorge e Paula. Que mão para cozinha!!! Delícia de sardinha! e a feijoada??!! saí de lá molinho, molinho.....

A tarde uma surpresa. Fui prestigiar a Terceira Tarde Literária do Colégio Nilopolitano que atendo. Fantástico. Professoras comprometidas fazendo um trabalho sério, pais que compareceram em massa para acompanhar os trabalhos, direção organizada. Tudo muito bonito. Parece maio bobo comentar algo assim. Mas é que dá um prazer tão grande de ver gente fazendo coisas sérias e levando educação a sério, que não dá pra comentar. Pena não ter ficado até o final. Mas até onde vi, estava demais. Parabéns ao pessoal.

14/04/2010

Momento Existencial, Parte II

Acho que estou precisando conhecer pessoas interessantes.

Difícil momento Existencial.

Sem rumo, sem coragem, desanimado, faltando empolgação, precisando que aconteça algo muuuuuito interessante pra dar um UP no astral.
Definitivamente a melhor programação no fim do dia está na MTV.
Furo MTV
Comédia MTV
Quinta Categoria
Lobotomia.

Existe coisa interessante na TV.
O Zé é o cara mais teimoso que eu conheço. Insistente em tudo o que quer. Nem uma boa palmada faz ele desistir do que ele quer.  Apesar de proibido ele insiste umas vinte vezes para subir no sofá.  Experimente sair de cena, e quando vc volta....lá está ele: em cima do sofá com cara de paisagem. Dá-se um grito e ele desce. Poucos instantes depois levanto pra pegar um café...e lai vai ele de novo. ....
enfim, divagações.....
Escrevendo besteira, pra não escrever outras besteiras....se é que me entendem.

08/04/2010

Sobre o Caos: O festival da mídia e da política.

Quando acontece uma tragédia como essa que assola o Rio de Janeiro, é como se a sugeira atingisse a cara de um grande corpo. Sim, quando ela acontece em SC ou na zona leste de SP é como se fosse uma coceira na perna, um mal estar passageiro, mas quando acontece no Rio é como se fosse jogada na Cara do Brasil o montante de coisa errada ( pra não falar merda) feita por nossas administrações "humanitárias".
Acompanhar os noticiários on line, ou via satélite é o mesmo que assistir um bizarro espetáculo de horror:
- Os repórteres parecem salivar de tesão pois têm uma notícia cheia de audiência nas mãos. Qualquer chuvinha nova é motivo para entrada do plantão: "atenção!!! começou a chover novamente aqui!!!" Como não tem muito o que falar ficam instigando a procura de culpados para o caso e promovem um grande espetáculo de asneiras (algumas ditas por eles mesmos):
  • OPresidente da República (sabidamente de QI elevado) afirma que "contra intempéries não há o que fazer";
  • Os prefeitos aproveitam para dizer que precisam de verbas emergenciais para resolver o problema ( e todos culpam as administrações anteriores pelo fato);
  • Professores universitários afirmam que já haviam alarmado sobre o caso (dentro das suas redomas acadêmicas super engajados em causas sociais....sei!!);
  • Salivantes advogados oferecem ajuda gratuita para a população atingida (gratuita é? tô pagando pra ver?)
  • A população entrevistada quer saber quem vai devolver tudo o que perderam;
  • e por aí vai.
Fato é que culpado todo mundo é:
  • Burras gestões de prefeituras sempre preocupadas em fazer obras que dão voto e gastem pouco dinheiro para sobrar mais para eles ( no morro do Bumba em Níterói até estrqada asfaltada já tinha: ué ? não era uma área de risco? proibida para morar?) Permitem ocupações sabidamente ilegais alegando não ter estrutura para conter os avanços das ocupações dos morros;
  • Políticos de forma geral colaboram para isso tanto se omitindo como doando tijolinhos para construção dos barracos dos pobres coitados;
  • Catedráticos Universitários que não se dignam a dar um passo fora do seu roteiro casa - universidade arrotam um conhecimento que nunca foi usado para o bem social. Falam com uma impáfia nauseante sobre o poder do que conhecem;
  • E a prórpia população: não é por ser a vítima desse desastre todo que não deixa de ter sua culpa. São coniventes ao votar em políticos que nunca dão atenção suficiente aos casos graves e necessários da sociedade. Insistem em morar em regiões perigosas, mas como a fé em Deus é muito grande acham que nada vai acontecer. Mas não podemos esconder que de fato são a camada que verdadeiramente sofre com isso tudo.

Nesse circo todo foi interessante observar o desvio total de atenção da imprensa para Niterói (deixando a cidade do Rio em segundo plano, por causa da repurcassão internacional). Medo de perder as Olimpíadas? Será?

Sim, em tempo: cadê os royalties do petróleo que poderia ser usado para previnir ou sanar tudo isso?

14/03/2010

Os "doloridos" Royalties do Rio

O que o Rio de Janeiro possui de diferente dos outros estados que não possuem recebimento dos royalties do Petróleo?
Por acaso o sistema de saúde de saúde aqui é mais eficiente que em outros lugares?
A infra estrutura das cidades é melhor?
A polícia é mais eficiente?
Ao contrário: as estradas que interligam o estado , o sistema de saúde, a polícia, as cidades com periferias abandonadas, enfim, tudo aqui é extremamanete precário.
Querer chorar a diminuição dos royalties é coisa pra inglês ver. Um estado que idealiza políticos como Garotinho e sua astuta esposa ( e os filhos já stão no caminho) deve mesmo render-se e servir de massa de manobra a esses infames políticos.
O que há no ar é uma histeria coletiva devido a diminuição da remessa de dinheiro. Quem deixará de ganhar serão os políticos e não a população, que burramente ainda apoia essa corja nos seus gritos de desespero.
A última agora é colocar uma faixa no Cristo redentor a favor da campanha: logo Ele, que nos cobra a bagatela de R$ 44, 00 para visitá-lo. E não bastasse isso a Igreja ainda está fazendo a famosa Rifa para a restauração do monumento. Vê-se que lá os Royalties também não chegam.
E por último a infelicidade do Cabral de afirmar que as olimpíadas deveriam ser feitas em outros estados como Acre , Rondônia ou Amazonas. Sabe  que a idéia é boa. Mas sabemos que os cariocas não deixarão isso acontecer. Afinal se não houver turistas na cidade, a quem a polícia vai estorquir? A quem os traficantes vão vender sua preciosa coca e maconha? quem vai sustentar os marginais que não terão a quem assaltar? Quem vai dar de comer às putas que ficarão sem os gringos pra golpear?
É isso aí. Podem querem convencer quem quiserem de que esses royalties servirão para o povo, mas não a mim, conhecedor profundo  dessas terras onde se deveria ter quatro olhs para enxergar melhor om próximo bote que vão te dar.

06/01/2010

O que somos? de onde viemos?...para onde vamos?...

Para entendermos o que representamos no Universo. Cada um tire suas conclusões.


Animação produzida pelo Museu de História Natural dos Estados Unidos.

A Cara de Pau de alguns não tem limites

Impressionante. A vergonha na cara não faz mais parte da carteira de valores de muitos dos nosssos políticos. O  Arruda que o diga. Ele talvez pense: "se o Sarney ficou, porque não eu?"

03/01/2010

MACARRÃO DE DOMINGO

Pra não dizer que o domingo foi totalmente improdutivo, até que tive uma inspiração bacana. Resolvi fazer o próprio almoço. Olhei pra minha hortinha particular, visualizei a possibilidade de criação de um prato fan-tás-ti-co. Como nunca ninguém viu igual:

Depois foi só preparar os ingredientes:

E estava preparada e pronta a mais deliciosa massa com alho, tomate, mangericão claro e escuro, tomilho e orégano. E o azeita extra virgem foi da variedade Hojiblonca, que é frutado e suave (agora inventaram essa moda de azeites diferentes).

Fala sério. Tenho orgulho disso.

Só preciso dar um nome pra esse prato.

A Cultura da Culpa

É comum  ouvir as pessoas falando de quanto comeram nas festas de final de ano. Que precisam queimar as calorias consumidas nos feriados, que exgeraram nas bebidas...etc....
Quando será que as pessoas descobrirão que temos direito a ess prazer. Passamos o ano inteiro comendo o basicão, as vezes tendo que fazer pratos nos "quilos da vida" (insuportáveis) e quando chega o final do ano ficam com remorso.
é hora de comer mesmo, beber todas, se esbaldar na farra gatronômica. Saborear um suculento lombinho, fartar-se com aquela deliciosa farofa de passas, ameixa e bacon, afundar-se na salada de batatas com maionese. Isso é uma delícia. Teremos o resto do ano para voltar ao básico. Nosso feijão com arroz, bife e saladinha de tomate nos esperam pacientes. Salvo nos finais de semana quando nos entregamos ao prazer de uma boa Picanha ou uma deliciosa pasta.

01/01/2010

2009 deixou cheiro de quê?

O ano se foi. Quem dera com ele tivessem ido coisas que andaram cheirando mal. Tá uma euforia danada. Alardea-se aos quatro cantos que o Brasil terá um ótimo ano em 2010, que a economia está ótima, temos o melhor preidente do mundo....e por aí vai. Estranho tudo isso par um ano em que:
  •  Um arcebispo resolve excomungar uma mulher que fez o aborto mas não excomungou o estrupador;
  • Um filho de senador consegue proibir um órgão de imprensa de dar certas notícias;
  • O pai do filho desse senador faz e dezfaz no senado e é abençoado pelo presidente e todo mundo tem que calar a boca;
  • Pessoas eleitas pelo povo recebem dinheiro ilegal e rezam agradecendo a Deus por isso;
  • Monta-se uma conferência sobre o meio ambiente mundial e tudo o que sai de lá é que não será feito nada;
  • temos um presidente extremamente popular  e faz uso dessa popularidade para tomar atitude autoritárias;
  • O Nobel da Paz é recebido por um homem que vai mandar 30 ml soldados pra guerra;

E tem muito msais por aí

Assim sendo, meu desejo para 2010 é que as urnas mostrem a força que podem ter para mudar isso tudo. Estamos em ano de eleição presidencial. Mas estamos também em ano de copa do mundo.

Manifesto esse meu desejo embora eu não consiga acreditar em mudança. O que sinto de verdade é uma conivência Nacional com tudo isso que tá aí.

Nas festas da Virada de ano um pequeno acontecimento acendeu uma luzinha, embora não explorado pela imprensa (fiquei acompanhando ao vivo o desespero da repórter da Globo News tentando dizer que as pessoas ainda chegariam. Isso 20 minutos antes da meia noite.): Em Brasília eram esperadas 400 mil pessoas para a festa. Compareceram 3mil. Será que isso quer dizer alguma coisa?

Que 2010 seja de felicidade, pois a espaerança já se foi há muito tempo.