10/12/2009

Notícias de Copenhagen

Alguns cientistas descobriram que os peixes se reproduzem menos por causa do aquecimento global.
Quem foi que fez essa contagem?
Qual foi o cientista que ficou contando os filhotinhos de peixes ano após ano?
Parabéns pra esse cara.

Recadinho do Coração para Arruda!


Não sou obrigado....

para ser brasileiro precisa-se de tempos em tempos migrar para mundos paralelos. Desligar a tv de vez em quando. Não ler jornais. Não aocmpanhar notícias a todo momento. Não se interessar por política sempre que possível.
Isso, para poder sentir que existe um pouco de dignidade.
Arrudas, Sarneys, Lulas, Camargos Correas e afins conseguem fazer com nos sintamos a pior espécie animal existentes sobre a face da  terra.
Trabalhadores que somos, buscando sobreviver nesse sistema tão bem estruturado para aqueles que conseguiram construir uma alma  capaz de conviver com tanta incoerência e sacanagem social. Nós somos aqueles que acreditamos em valores que cada dia mais nos fazem sentir idiotas.
E agora estamos na era em que "eles" fazem o que querem e estão literalmente "cagando" para a opinião pública.
Essa raça de "politicus ladrensis" não merece nossa atenção.
Vou sobrevivendo dando atenção a arte. Olhando o que ainda rsta de belo na natureza. Ouvir boa música,  olhar boas imagens, conversando com bons amigos e fazendo amor com paixões que cruzam a minha estrada.
Se me perguntarem se acho que não vale a pena lutar para tirar essas pessoas do lugar que estão. Respondo que não. Tirar uns é dar lugar pra outros que virão. Essa raça se reproduz como coelhos e se engalfinham  não com o intuito de melhorar, mas para assumir uns os lugares dos outros. As vezes formam conclaves para se proteger das punições. Quero mais que eles se explodam.
Eu da minha parte vou curtindo a vida.

20/11/2009

AÇÕES DE DESESPERO ASSOLAM A TV BRASILEIRA

Inovação parece não ser mesmo um vocábulo dos produtores e programadores da tv aberta brasileira. Numa tentativa desesperada de alcançar audiência e vender as tvs teem-se valido de um monte de coisa que reforça a caretice, o preconceito, a ignorância, a hipocrisia e falta de imaginação.


- Os noticiários resumem-se a uma sequência de tragédias pessoais e coletivas. Anunciam fatos com um tom terrorista e outras tantas como se o mundo estivesse entrando em colapso (até eu já estou acreditando nisso);


- Reality shows que mais deveriam se chamar "casa de pessoas falidas tentando dar um último suspiro na fama".....e fazem desse reality o máximo. Tem essa audiência toda mesmo? se for estou criticando o alvo errado.


- programa de revista eletrônica falando de futulidades, que mais inúteis impossível;


- a Globo resolveu gravar cds e dvds, divulgando uma fileira de cantores evangélicos e religiosso de um modo geral que mais parece uma geléia azeda. Sim, porque esse povo que se intitula gospel não cantam, eles gritam frases que ainda não entendi se foram compostas no banheiro naquela hora em que se está evacuando, ou se estão com algum problema sexual (observem as letras.....tipo assim: senhoooooooor, quero você em mim......ou essa:  liberta-me, queeeeero ser só teu.....enfim, o que estão querendo dizer, ou de onde veio realmente a inspiração?.);


- até o tão alardeado CQC não inova tanto. Aguentar a câmera nervosa e os gritos do Marcelo Tas é um saco.




Televisão deveria ser sinônimo de entretenimento, ou até de informação. O que ocorre é uma pressão para que o público acredite em determinadas ideologias políticas. Ou seja, a Tv está imbecilizando o povo brasileiro. Apesar de que isso não é novo. Sempre foi assim. O que resta fazer: não assistir.
Resta a internet para buscar informação, ali eu clico naquilo que quero ver e ainda posso comentar quando estou afim.

16/11/2009

Vigas e desmoronamentos

Na mão de quem nós estamos?
Inesperadamente somos surpreendidos por notícias de desabamentos, desmoronamentos, tragédias provocadas por falhas humanas. Até o apagão do último dia 10 de novembroainda não está esclarecido.
Quer dizer que a qualquer hora posso estar trafegando em algum lugar e cair do nada.
O que está por trás disso tudo é a pouca importância que se dá ao que pode acontecer com as pessoas comuns. Ética é o que falta. Preocupação com o bem estar comum sempre em último lugar.
Caramba, como isso incomoda.

O caso da Aluna UNIBAN

O caso da aluna da UNIBAn me parece mais uma demosntração da hipocrisia que assola esse país. O público que a condenou chamando-a de Puta por causa do vestido é o mesmo que consome as poses nuas da celebridades nas revistas masculinas. Parece que é aquela velha história: artista pode! gente comum não pode. Talvez esteja no inconsciente das pessoas ainda que artistas são tods putas ou viados.
Outro coisa que o fato denuncia é a pobreza da educação desse país. Enquanto a maioria estudo para colecionar informações para "se dar bem", as escolas e os pais e mães de família esquecem de formar caráter nas pessoas.
Mas o que esperar de um povo assim. Provavelmente serão os profissionais que construirão os viadutos de Rodoanel, os buracos de metrô, os edfícios que desmoronam ....e por aí vai. A nossa educação e comportamento está longe de uma ética verdadeira. A burrice ainda impera nos trópicos.

24/10/2009

Seguindo em frente....


Morar e trabalhar no Rio de Janeiro tem me trazido alguns conflitos de opinião. Não estou conseguindo me acostumar com a educação (ou a falta dela) de algumas pessoas daqui. Perceber que se está inserido num contexto onde o lema de "levar vantagem em tudo" é seguido ao extremo. Levar constantemente "fechadas" no trânsito. Esperar que alguém de boa vontade lhe atenda bem num balcão de uma simples padaria. Perceber o alto grau de descaso político na maioria das cidades que visito. Presenciar um assalto a mão armada numa distância de menos de 2m......tudo isso tem me feito ficar mais desacreditado dos seres humanos. Estou me tornando também um cético do Homem. Quando isso tudo provoca em mim um "desacreditar" profundo, vou correndo para algum lugar que me faça crer que a beleza, de alguma maneira, ainda existe. Hoje o lugar escolhido foi esse da foto. Sinceramente, a cor desse mar é qualquer coisa de muito bonito. (ainda bem que não aprenderam a construir favelas marítimas...senão isso também já teria sumido.)

As vezes realizar pequenos sonhos é proporcionar-se grandes alegrias. Depois de uma semana de trabalho, repleta de sucessos e outras tantas frustrações, poder satisfazer pequenos desejos pode ser extremamente relaxante. Sonhar alto demais pode frustrar. Assim sendo, tenho procurado prazer em coisas simples, por mais clichê que isso possa parecer. Hoje por exemplo: Passar o dia olhando o mar de Búzios, comprar aquela rede que tanto queria, deitar nela assim que chegar em casa e descansar, ainda com a companhia do fiel Zé.....isso não se explica....

15/10/2009


Achei que "Cautelas" era outra coisa. Mas de acordo com o Houaiss:

Acepções
■ substantivo feminino
1 precaução para evitar dano, transtorno ou perigo; cuidado, prudência
2 ato ou efeito de acautelar-se; acautelamento
3 Derivação: por extensão de sentido. Rubrica: economia.
título provisório fornecido por sociedades anônimas a seus acionistas, e no qual se mencionam as ações subscritas pelos últimos

09/10/2009


Noites de Boemia na Lapa (Rio) tem sido o mlehor programa para relaxar do trabalho. Tem uns botecos muito bons. Tem também aqueles da moda para playboys e patricinhas. Mas bom mesmo são aqueles que a cerveja está R$ 3,50. Tô aprendendo até esse negócio de pegar táxi e ir pra casa.

Parece até um post esnobe só pra dizer que stou frquentando a Lapa do Rio Antigo. E o que posso dizer é que a intenção é essa memso: esnobar.....rsrs..
Matando saudades em São Paulo. Só de São Paulo. Não deu tempo de rever amigos. Esse negócio de trabaljhar demais tá foda.
não consigo logar no meu twitter....
O Rio foi considerada a melhor cidade para Olimpíadas em 2016.
Obama é o cara que mais luta pela Paz.
O Zelaia é um cara legal.
O governo disse que vai devolver meu dinheiro do IRRF só ano que vem.
Ninguém fala mais do caso do Sarney...aliás ele extinguiu vagas de cargos que estavam vagos: tipo assim: demitiu quem nunca esteve empregado, ou "não quero vagas para os outros botarem parentes, só eu posso".

É impressão minha, ou tá tudo ficando louco?

10/08/2009

ALGUMAS PERGUNTAS:

A próxima proibição do Serra vai ser proibir o fumo dentro da sua casa? Sim, porque aqui em São Paulo do jeito que as casas são amontoadas a sua fumaça prejudicará a respiração do vizinho.
E afumaça dos carros não conta...não temos esse probleminha por aqui.

O Sarney vai mesmo continuar na Presidência do Senado? Não é de se estranhar já que vergonha na cara nunca foi uma atitude forte dos políticos.

Fico imaginando como ficam as relações daqueles senadores que se agrediram dentro do Senado quando se encontram por aí....

Coisa curiosoa também é imaginar a atitude ddos assessores que trabalham com aqueles políticos quando se encontram com eles no seu trabalho ( digo....emprego)....Deve ser constrangedor ter que puxar o saco de quem foi exposto daquela maneira....

Porque a imprensa está focando tanto no número de mortes da gripe suína? Por que não se falam os números confirmados dos que tiveram e não morreram? É proposital esse clima de terror? Ou eu que não estou raciocinando direito?

ENTREVISTA DA SABRINA SATO PARA O SENADOR PEDRO SIMON NO PÂNICO:
SABRINA: Senador, quando essa situação vai mudarrr?
PEDRO SIMON: " quando pessoas jovens entrarem no senado. Enquanto nós estivermos aqui nada vai mudar"

Maior franqueza, impossível.

अजुदा पारा ओ TÍतुलों

ALGUÉM POD EME AJUDAR: TODA VEZ QUE ESCREVO O TÍTULO DO POST ELE MUDA PARA UM NEGÓCIO ESTRANHO COMO ESSE AÍ DE CIMA...OU AÍ DE BAIXO....ACHO QUE É ÁRABE...OU JAPONÊS ....SEI LÁ...

अल्गुमस पेर्गुन्तास !!!!

06/08/2009

NÃO SEI QUE TÍTULO DAR....

Diante do que temos assistido no nosso Senado Federal não consigo classificar de nenhum modo a situação. Ouvir frases do tipo: "Vossa excelência é um ladrão"....é engraçado...as "vossas excelências" do Senado são todos "qualquer coisa" inclassificável.
Lembro-me quando virou escândalo Clodovil chamando uma vaca deputada de "feia". Agora no Senado os caras se agridem de forma muito pior e nada acontece.

O que está claro é que Sarney e Lula estão com isso conseguindo desviar a atenção do principal: os atos secretos que correm por lá.

Havia tempo eu estava decidido não me importar mais com as bobagens da Política brasileira. Mas diante dessa baixaria não dá pra ficar omisso: em que mãos nós estamos????
Tá difícil o povo brasileiro aprender a votar....

Será que a ameaça de Marina Silva como candidata a Presidência vai se confirmar? pra melhorar só falta o Suplicy ser candidatoa vice. Aí eu acredito que há uma luz no fim do túnel.

18/07/2009

सोलंगे


À amada Solange!
Ficou uma bela lembrança desta pessoa que eu e tantos outros amávamos. Era aquela pessoa que chegava e levantava o astral de qualquer lugar ou pessoa. Todos a admiravam. Era destemida, corajosa, guerreira, incansável. Não desanimava por nada. Entre altos e baixos, sempre tinha coragem de ir em frente. Nunca permitia que lhe humilhassem, seja qual fosse a situação. Carregava o mundo na suas costas e não reclamava. Indignada, falava o que precisava ser falado. Procurava viver tudo o que a vida lhe trazia de bom, ou ruim. Mas a vida, muito injusta, lhe foi tirada muito cedo. Muitos sonhos ainda tinha. Muito ainda queria fazer por todos. E não pode.
Derrepente, ela não existe mais. Para tristeza de muitos. Para mim, uma perda sem comparação..... Ficou uma bela lembrança, e a forte dor da perda.

10/06/2009

Uma semana no Rio de Janeiro - 2


Pude conhecer bem a famosa Barra da Tijuca. Sinceramente, sem nenhum despeito ou coisa parecida, mas é um lugar extremamente cafona. Uma sequência de gigantescos prédios, todos brancos, onde se vê claramente que cada um deles possui 6 a 8 aptos por andar. Prédios todos iguais, sem criatividade. A geografia do lugar é bonita, mas os arquitetos parecem que não entedem muito de integração com paisagem no que se refere a construções.
Ainda tem umas coisas bem cafonas. Tipo: Estátua da Liberdade na frente de um shopping; placas indicativas de "supermarket" ou "bakery". Enfim, um lugar que poderia ser bonito mas está sem graça. Total e absolutamente.
Charmosos são os bairros de Botafogo e São Clemente que conheci bem. Bonitos, com charme, integração do novo e antigo.
Mas tudo isso é uma primeira impressão. Vamos ver como será daqui pra frente.

Uma semana de Rio de Janeiro


Uma semana de trabalho na minha futura cidade e já teve de tudo. Além de poder usufruir visualmente das maravilhas que há por lá, pude me chocar também com algo que eu chamaria de imagem de cinema. No dia 06 pela manhã o "maravilhoso" GPS do meu amigo Paulo nos levou para a entrada de uma favela onde haviam garotos munidos de metralhadoras. Enquanto o Paulo se apavorava com o cenário eu confesso que fiquei estarrecido. Apesar de ter visto por documentários e pela tv esse tipo de me imagem me impressionou, e muito. É incrível como "crianças" portando armas daquele tamanho andavam e circulavam com tranquilidade naquele local. Depois viríamos a saber que se tratava da entrada da favela do Fumacê. Contando isso na escola que fomos trabalhar as pessoas nos tranquilizaram: "não se preocupem, ultimamente eles não tem matado ninguém"!!!!!!

01/06/2009

Trabalho e amizade


A maioria das amizades são efêmeras. Colegas de trabalho costumam ser contingenciais. Felizmente encontramos de vez em quando, como um presente que a vida nos dá, pessoas que podem ser colocadas acima dessas especificações. São pessoas raras, especiais. O que escrevo não se refere especificamente a pessoa da foto acima. Ela não gostaria disso. Mas ela representa muito bem a possibilidade das afirmativas acima se confirmarem. Apesar de toda a minha descrença na espécie humana, são pessoas assim que nos dizem (não com palavras): No mundo ainda tem gente legal!!!!!


(texto meio brega: assumo que de vez em quando tenho esses momentos.)

27/05/2009

BE THANKFULL FOR WHAT YOU ARE GOT

Este é o tal clip em que Kate Moss aparece com o corpinho de fazer inveja até a Madona. Conta a lenda que ela participou do clip pra levatar o ibope da banda Massive Attack porque ela namora um dos integrantes. E eu estou postando o clip pra levantar o ibope d blog....rsrs..

25/05/2009



Gosto dessa música. O grupo é Massive Attack. Grupo novo que traz uma melodia gostosa. É o mesmo grupo que fez um clip com a Kate Moss fazendo um streap explícito. Já viram?

Um sentimento "Neusa Sueli"

Todo trabalhador é uma puta. Sim. As meninas que se entregam a chamada "vida fácil" são condenadas por deixar que homens usem seus corpos (lindos ou não) para obter prazer. O que dizer de quem nos paga para trabalhar com o objetivo de injetarmos lucro nas suas contas bancárias para que possam usufruir de todo o prazer que o dinheiro disponibiliza??
Sei que marece meio marxista, mas a verdade é que vendemos nossas habilidades para dar prazer a outro. Inteligência, disposição, comunicação, desenvoltura...etc, etc...tudo serve para que a empresa que trabalhamos se dê bem.
Por isso somos todos meio assim: Putas! Engolimos sapos, aguentamos maluquices, destemperos, incompetência (sim, porque a puta também tem cliente que não sabe trepar) e outras deficiências mais. Tudo para mantermos o nosso emprego. A puta tem cliente que gosta de bater, outros com desejos esquisitos, e outros que deitam e esperam o serviço. Caramba, é desse jeitinho que tudo acontece.
A vantagem de ser puta de verdade é que ela se livra do cliente depois do serviço. Nós não: convivemos dias, meses, anos com eles.....e aí?
Então o jeito é imitar as colegas: com aquele chato a gente disfarça, faz de conta que goza e procura mostrar que foi a melhor transa do mundo. Depois, escondidinho, num lugar e de um jeito somente nosso, a gente goza de verdade com quem a gente gosta.

(Neusa Sueli, pra quem não sabe é uma personagem de um clássico teatral de Plínio Marcos: "Navalha na Carne")

14/03/2009

Lavras, MG - jan/1983



Palavras do Donizeti ao ver uma foto do nosso tempo de cela:
"Eu tava junto. Nossa liberdade, nossa rebeldia, nossa vontade de quebrar os quadrados nos fazia felizes. desmobilizava os "acabados". Talvez até pudessemos ser mais do que isso. Mas vivemos o possivel. Ajudamos as nos desinstalar e desinstalar outros. entortamos os esquemas prontos. Sonhamos.... Escrevendo isso, me emociono. Um grande abraço."

Também me emociono ao lembrar de um tempo em que sonhávamos mudar o mundo. Jurávamos saber e conhecer o jeito certo de fazer as melhores coisas acontecerem. Com o tempo descobrimos que éramos formigas. Hoje estamos espalhados pelo mundo. Mudamos o nosso jeito de realizar nossa esperança. Descobrimos novos caminhos e lugares para fazermos nossa história. Naquele tempo foi quando me conheci melhor e conheci melhor os outros. Passei a entender melhor como o mundo funciona. Descobri que não existe luta entre o bem e o mal. Mas que existem pessoas tentando sobreviver, se posicionar, se achar nesse nosso mundo tão controverso. Na foto estão eu, Doni, Paulo, Cláudio.....onde andarão todos?
o que fazem Hoje?
Ainda tem esperança?


Chico Anízio é um desses gênios que sempre proporcionam um novo prazer. Nesse vídeo ele mostra que continua o mesmo ou melhor do que já era. O maior humorista do Brasil. Em temos de suposta crise vale a pena dar rizada com vídeos como esse.

07/02/2009

Pensamentos soltos

Porque São José do Rio Preto chama-se São José do Rio Preto se lá não tem rio preto?

Acho estranho homem que pinta o cabelo. Eles sempre tem atitudes estranhas. Ontem no avião tinha um que comia o sanduíche e os "arredores" da boca ficavam lambuzados com "restos" e ele não limpou.

Porque as Cias aéreas continuam insistindo com aquele tormento de "Normas de Segurança" apresentadas antes do voo. Aquilo é uma verdadeira tortura e no fim das contas não serve pra nada. Naquele avião que pousou no Rio Hudson quantas pessoas usaram seu assento flutuante???

Continuo me apavorando com voos de avião. Não me acostumo.

Frase engraçada:
"(tirei a frase engraçada)".......rsrs..
Salvo da minha apresentação no Orkut. Nossa, como eu tava inspirado:

"Não posso dizer quem eu sou, mas posso falar de quem eu fui. Lembro que quando criança me admirava e me encantava com pessoas que demonstravam ter suas histórias nas mãos. Suas atitudes, voz e olhares me chamavam a atenção. Com isso tinha uma referência para reconhecer os medíocres. Destes últimos, intuitivamente eu queria distância. Aqueles que eu admirava, eu queria imitar e imaginava se conseguiria ser parecido. Assim segui pela vida: observando quem sabia onde queria chegar, não importando o que enfrentassem. Pessoas inteligentes, talentosas e determinadas me interessam. O resto quero que sumam. Ainda assim não posso dizer quem eu sou. Afinal o que me define não é o que falo ou escrevo, e sim aquilo que faço."

01/02/2009

Sempre admirei os poetas pela coragem que possuem em revelar seus lados mais escondidos: sentimentos, emoções, derrotas, medos, etc....O mais interessante pra mim foi Fernando Pessoa com seu "Poema em Linha Reta" (Nunca conheci quem tivesse levado porrada.Todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo.)...... A coragem desses gênios sempre foi admirável. Coisa que não acontece conosco, simples mortais. Revelar perdas ou derrotas não é admirável na nossa cultura. Temos necessidade de nos mostrarmos fortes, conquistadores, exagerando inclusive nos comentários a respeito de si mesmo. A maioria das pessoas que conheço são assim. Nunca perdem, nunca sofrem, sempre estão em vantagem. Revelar alguma perda ou fraqueza soa como fator de minorização entre nós. Que chato isso. O pior é que todos sabem tudo de todos, mas não é assunto para se conversar em rodas de amigos, apenas quando a pessoa não está presente.

Pois bem, essa semana sofri um desses revezes, que se revelado, pode aos ouvidos alheios, soar como fraqueza. Sim, eu estava muito apaixonado, vivendo, o que parecia ser a melhor relação que ue poderia ter tido até o momento. Gostando de uma pessoa incrivelmente interessante, assim vista por mim e por muitos. Da outra parte o prazer vinha sendo o mesmo. Não há ilusão nessa conclusão...era isso mesmo: uma satisfação mútua, um prazer recíproco. Então, quando menos espero recebo o recado de que tudo seria diferente. Não haveria mais relacionamento. As razões até agora não foram satisfatoriamente esclarecidas. Apesar de que não precisa esclarecer,,,,depois que termina, termina. Não adianta discutir mais.
É isso.
Uma semana inusitada, que começa deprê, mas teve a compesação dos trabalhos que foram surpreendentes. Ainda bem que esse ritmo alucinante ajuda a construir a couro de jacaré que desenvolvemos quando apanhamos.

25/01/2009

Vida de "Caixeiro Viajante"

O meu trabalho exige que periodicamente viaje por algumas regiões do Brasil. Na tentativa de aprimorar a prática docente dos mais diversos e distantes lugares do Brasil.
Um amigo meu certa vez insistia em dizer que sempre que eu voltava de uma dessas viagens, algo estava diferente. A afirmação sempre me incomodou. No entanto nunca deixei de pensar nela. Não sei se o meu "diferente' vai ser igual ao dele. Mas eu noto também que após as jornadas algo se modifica.
O fato, é que, essas viagens despencam altos níveis de adrenalina e tensão.
Começa com os voos de avião: não tenho medo, mas sim pânico. Enquanto não pousa no destino fico tenso, principalmente na decolagem. Esse momento sempre é complicado pra mim. Passado isso começa a marotona: chegar em cidades desconhecidas, descobrir a localização dos hotéis, das escolas, um lugar descente pra fazer refeição e por aí vai. Ainda há as longas e desertas estradas que se atravessa, com uma sensação de "não saber aonde vai dar e o que vai se encontrar".
Mas acima de tudo isso a parte mais difícil é a solidão. A solidão nos hotéis, nas estradas, acompanhado apenas de um "music player" tocando músicas para distrair e para lembrar de quem se gosta.
As saudades de casa e de quem você ama é cruel. Dá vontade de telefonar e contar tudo, conversar horas, narrar detalhes e sensações. Essa saudade é demais.
É por superar tudo isso, enfrentar o desconhecido, subliminar as saudades, treinar a paciência e namorar com o tempo para que ele passe mais rápido, é que me sinto um pouco mais forte e maior cada vez que retorno pra casa. É a sensação de ter vencido uma luta, consigo mesmo: a superação de medos e desafios. Acho que é isso que parece diferente e que outros comentam. Sei que isso não é o fim do mundo. Há outras pessoas e profissões com desafios bem maiores. Isso até serve de consolo. Mas cada um fala do seu.

Atualmente estou no Mato Grosso do Sul e Mato Grosso. Louco pra terminar os trabalhos e voltar pra casa.

18/01/2009

Notas rápidas: sobre cachorro e outras coisas.


O Zé (vide foto acima) anda com ataques de frescura quando fica nos fundos da casa e fica isolado do pessoal. Isso tem causado uma ligeira irritação. Estou pensando em deixar que ele faça um estágio como "cachorro de rua". Será que vai funcionar, do tipo: veja como é dura a vida lá fora e valorize mais a que tem aqui?
Vem aí outra novela da Glória Peres. Mais uma daquelas histórias sem pé nem cabeça retratadas pela "new estética cafona demodè global". Duro vai ser aguentar o povo nas baladinhas tentando dançar à indiana sem entender de porra nenhuma daquela cultura. Pior será a moda do "Namastei! Tumin kom onachi?" que vai encher as ruas e poluir os ouvidos....lembram do "salam alikum" da outra novela dela...ou do "Intchaalá! ".......insuportável.
Ces't la vie!!!!!!
Em São Paulo desabou o teto de um templo evangélico hoje. Desculpem a pergunta talvez inconveniente:.........pensando bem, melhor não fazer a pergunta inconveniente....longe de mim tentar estabelecer uma relação entre o ocorrido e a fé dos devotos.
Início de mais uma super semana em São Paulo. Trabalho pra caramba. Estou pensando em computar a quilometragem rodada e as horas de fala em público. Será que dariam um número interessante?

05/01/2009

Eu tenho cara de quem gosta de Maria Bethânia????

Em recente conversa com um amigo ele me disse que tenho cara de quem gosta de Maria Bethânia. Na verdade, nada contra a mencionada e talentosa cantora, porém ela não faz meu estilo. Aliás na dita "MPB" pouca coisa faz minha cabeça. Não é essa a questão. A pergunta é: o que os outros pensam a seu respeito quando conhecem alguém? Qual o significado de um gesto, de uma barba, de um corte e cor de cabelo, da roupa que se usa, etc, etc......Até onde detalhes periféricos revelam gostos e preferências? Com a recente "orkutização" das relações fico imaginando o quanto se julga e deduz sobre as pessoas vistas em fotos, pequenos comentários, scraps e etc. Pode-se dizer que a Internet é um adubo para as imaginações solitárias e curiosas sentadas na frente de seus computadores. Tanto na vida real como nos sites de relacionamentos encontramos a mesma coisa: pessoas que fabricam uma aparência tentando passar uma mensagem que muitas vezes não se confirma quando procuramos conhecê-la melhor. Há outras que surpreendem positivamente e outras que não nos dizem absolutamente nada. O filtro pelo qual olhamos os outros passa primeiro por nossas experiências, impressões e expectativas. A construção da imagem alheia inicia-se na fantasia de quem olha. Com a interação virão as surpresas positivas, negativas ou nenhuma delas. Sem esquecer que somos todos circunstanciais: os acontecimentos que envolvem cada ser e suas ambições podem definir seu comportamento momentâneo, reações, gostos e preferências. E isso pode se modificar com pouco ou muito tempo.
O que é certo é que as pessoas são muito mais do que as suas fotos, roupas, opiniões. Sendo assim, fica difícil conhecer alguém inteiramente. Então o negócio é se jogar e conhecer o maior número possível de pessoas. A vida fica mais interessante assim.
(o comentário acima não se refere em momento algum às pessoas de mau caráter que são facilmente detectáveis e das quais, particularmente, prefiro manter distânica. Muita distância.)