13/10/2007

Trânsito em São Paulo

Outro dia parado na Marginal, o que não é raro, fiquei pensando:
Se a Marginal é uma via que não possui faróis, é praticamente infinita...termina lá no Rio, por que o trânsito para?
Conclusão: excesso de pessoas que resolvem ficar paradas: sempre tem aquele sujeito que lembrou de mudar de pista, outro fica olhando pro tempo e assim vai. Não existe outra explicação lógica para o trânsito lento naquela via.
Deixa eu ver se entendi.
Algumas pessoas colocam no Orkut que apagam os recados para preservar a privacidade. Ok!. mas se quisesse privacidade mesmo deveria ter orkut? Primeiro se expões e depois diz que quer privacidade?...minha gente vamos refletir: o povo entra no modismo e não raciocina......

10/10/2007

Parabéns por existir!!!!

Bom, chegou o aniversário.
Particularmente sou do tipo que nesse dia, apesar de ser um dia absolutamente comum para os demais, fica assim meio pensativo. Sempre é bom fazer um balanço de tudo.
Chegando-se aos 42 dá pra pensar muita coisa: nos acontecimentos que passaram, naquilo que há de bom, aquilo que não é tão bom, enfim...em cada detalhe da nossa vida. E aí descobrimos que a vida de cada um coincide com a vida de milhões que estão no mundo. Somos apenas mais um, e o que acontece conosco acontece com muitos todos os dias em todos os momentos. As vezes sofremos muitos porque nos achamos exclusivos demais. E não somos. Somos apenas mais um. Temos a tentação de achar que o que acontece de impecilho ou dificuldade é a pior coisa do mundo, ou que um momento feliz é a coisa mais maravilhosa do mundo. Que bobagem. Tudo são acontecimentos que se repetem a todo instante e o que os diferencia são os olhares pessoais sobre eles. Os olhares: são eles que dão o prisma e a cor a tudo. São opçôes que fazemos: podemos olhar os fatos e nos divertir, ou podemos nos enclausurar numa redoma invisível e nos afastar de tudo. Particularmente opto pelo prisma da diversão....fazer o quê. Já diziam antigos sábios que o melhor é rir de nós mesmos. Hoje eu tô assim: Rindo de mim mesmo. Não estou dizendo que está acontecendo tudo errado. A minha vida, assim como ados outros cinco bilhões de pessoas no mundo está recheada de coisas boas e outras chatas. Cada coisa a seu tempo. A questão está no "olhar".