10/06/2009

Uma semana no Rio de Janeiro - 2


Pude conhecer bem a famosa Barra da Tijuca. Sinceramente, sem nenhum despeito ou coisa parecida, mas é um lugar extremamente cafona. Uma sequência de gigantescos prédios, todos brancos, onde se vê claramente que cada um deles possui 6 a 8 aptos por andar. Prédios todos iguais, sem criatividade. A geografia do lugar é bonita, mas os arquitetos parecem que não entedem muito de integração com paisagem no que se refere a construções.
Ainda tem umas coisas bem cafonas. Tipo: Estátua da Liberdade na frente de um shopping; placas indicativas de "supermarket" ou "bakery". Enfim, um lugar que poderia ser bonito mas está sem graça. Total e absolutamente.
Charmosos são os bairros de Botafogo e São Clemente que conheci bem. Bonitos, com charme, integração do novo e antigo.
Mas tudo isso é uma primeira impressão. Vamos ver como será daqui pra frente.

Uma semana de Rio de Janeiro


Uma semana de trabalho na minha futura cidade e já teve de tudo. Além de poder usufruir visualmente das maravilhas que há por lá, pude me chocar também com algo que eu chamaria de imagem de cinema. No dia 06 pela manhã o "maravilhoso" GPS do meu amigo Paulo nos levou para a entrada de uma favela onde haviam garotos munidos de metralhadoras. Enquanto o Paulo se apavorava com o cenário eu confesso que fiquei estarrecido. Apesar de ter visto por documentários e pela tv esse tipo de me imagem me impressionou, e muito. É incrível como "crianças" portando armas daquele tamanho andavam e circulavam com tranquilidade naquele local. Depois viríamos a saber que se tratava da entrada da favela do Fumacê. Contando isso na escola que fomos trabalhar as pessoas nos tranquilizaram: "não se preocupem, ultimamente eles não tem matado ninguém"!!!!!!

01/06/2009

Trabalho e amizade


A maioria das amizades são efêmeras. Colegas de trabalho costumam ser contingenciais. Felizmente encontramos de vez em quando, como um presente que a vida nos dá, pessoas que podem ser colocadas acima dessas especificações. São pessoas raras, especiais. O que escrevo não se refere especificamente a pessoa da foto acima. Ela não gostaria disso. Mas ela representa muito bem a possibilidade das afirmativas acima se confirmarem. Apesar de toda a minha descrença na espécie humana, são pessoas assim que nos dizem (não com palavras): No mundo ainda tem gente legal!!!!!


(texto meio brega: assumo que de vez em quando tenho esses momentos.)